RSS

Exposição sobre o Egito encerra-se no dia 31


A exposição “O Egito ao longo do Nilo”, da fotógrafa holandesa Marianne Lemmen, continua aberta no Centro Cultural Municipal (Praça Coronel Vitoriano, 1, próximo ao Convento de Santa Clara - Taubaté) até o próximo dia 31 de outubro. 

Com entrada franca, a mostra reúne cerca de 150 fotografias coloridas que retratam detalhes dos monumentos mais famosos do Egito, bem como flagrantes da vida e dos costumes do povo egípcio. A visitação tem sido elevada, especialmente por grupos de estudantes e pessoas interessadas em História, Arqueologia e Artes, além dos mistérios da antiga Civilização que marcou a Humanidade durante milênios.

Segundo o curador da exposição, jornalista Antonio Barbosa Filho (colaborador do DT), “a idéia foi levar o visitante a uma viagem ao longo do rio Nilo, desde o imenso lago da represa de Assuã, ao Sul; até sua foz, em Alexandria. No percurso, passamos pelos mais belos templos e tumbas, pelo Vale dos Reis, Luxor, Karnac, e o Cairo, com suas mesquitas, igrejas coptas (cristãs), mercados e o tráfego sempre congestionado. 

As pirâmides de Gizé e a Esfinge estão mostradas em ângulos não muito habituais. Ao final, o visitante terá tido uma visão completa do Egito e dos hábitos de seu povo, como os diferentes estilos de residências às margens do rio e suas práticas agrícolas. Também incluímos alguns objetos, para ambientar melhor o visitante”.

Marianne Lemmen já fez três exposições em Taubaté, sempre no Centro Cultural. As duas primeiras trataram de Cuba e da Holanda, sendo que esta última fez parte do calendário oficial do Ano da Holanda no Brasil, comemorado em 2011 com uma série de eventos, incluindo uma partida de futebol entre Brasil e Holanda, em Brasília).

O Egito atrai a atenção em todo o mundo pelos mistérios que envolvem aquela grande Civilização, onde surgiram conhecimentos até hoje estudados por especialistas. As fotos de Marianne mostram, por exemplo, pinturas em templos que resistem à inundações e tempestades de areia há quase cinco mil anos. 

As cenas ao longo do rio, com pescadores, mulheres lavando roupas e tapetes nas margens, e pessoas trabalhando nos campos, são um retrato fiel de como se desenvolve a vida humana naquela estreita faixa de terra que acompanha o rio mais longo do mundo. Marianne Lemmen esteve no país por duas vezes, em 2005 e 2008, produzindo milhares de fotos das quais foi feita esta seleção.

Pela primeira vez, as fotos estão à venda, por preços simbólicos, com toda a renda doada à Casa São Francisco de Idosos de Taubaté. Um livro na entrada da mostra contém miniaturas das fotos, onde o interessados pode encomendá-las registrando seu nome, e-mail ou telefone. 

No final da exposição, a organização entrará em contato com cada pessoa para definir a entrega e pagamento, que será feito diretamente à instituição beneficente, hoje presidida pelo coronel da reserva Lamarque Monteiro.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Plebiscito constitucional egípcio será realizado em novembro


A Assembleia Constituinte egípcia anunciou nesta terça-feira (16) que o plebiscito sobre a nova Carta Magna será realizado na segunda semana de novembro, em uma nova etapa da transição política do país.


No começo de uma sessão da Assembleia Constituinte, o presidente do órgão, Hosam al Gariani, explicou que o plebiscito será realizado após a votação da minuta constitucional, que já foi finalizada. A assembleia realizará sessões de consulta nos próximos dias para estudar os artigos e elaborar o texto definitivo da minuta.

Uma fonte do Ministério da Justiça disse que o plebiscito foi marcado para esta data pois segundo o calendário de trabalho a Constituição deve estar aprovada antes de 1º de dezembro.

Em 10 de outubro foi apresentada a minuta da nova Carta Magna, que a Assembleia Constituinte demorou seis meses para redigir. O texto estipula que o Egito adotará um sistema semipresidencialista, similar ao francês, e estabelece a descentralização territorial do país.

Além disso, no início de outubro, as forças políticas representadas na assembleia concordaram em manter o artigo dois, que estabelece que "os princípios da lei islâmica são a fonte principal da legislação", tal como afirmava a Constituição anterior, de 1971.

A redação da Constituição é um assunto rodeado de polêmica no Egito, já que as forças liberais se retiraram da assembleia ao considerar que sua elaboração está monopolizada pelos islamitas, e o órgão chegou a ser dissolvido e constituído novamente.

Na sexta-feira passada, foi convocada uma manifestação na praça Tahrir para exigir, entre outras reivindicações, que a Carta Magna represente toda a sociedade egípcia.

A passeata terminou em graves distúrbios depois que a Irmandade Muçulmana organizou outro protesto, também na Tahrir, e ocorreram choques entre partidários e detratores do presidente egípcio, Mohammed Mursi.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Egito Reabre Pirâmides

O Egito reabriu algumas de suas principais pirâmides que estavam em reforma, e espera voltar a atrair os milhares de turistas que visitavam o país antes do período de protestos e violência, conhecido como Primavera Árabe, que levou à queda do governo de quase 30 anos de Hosni Mubarak.

Desde o ano passado, houve uma forte queda no número de pessoas que visitam o país, por conta da violência e da instabilidade. Os números ainda são relativamente pequenos, mas as autoridades dizem que os turistas estão voltando aos poucos. 

As pirâmides de Chefren e Giza estão novamente abertas ao público, e o clima no país - pelo menos nas regiões turísticas - é de tranquilidade.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Visitas Recentes

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...