RSS

Novo atentado contra gasoduto egípcio que abastece Israel

CAIRO, 27 Abr 2011 (AFP) -Criminosos sabotaram nesta quarta-feira, pela segunda vez em três meses, o gasoduto egípcio que abastece Israel e Jordânia, provocando novamente a suspensão do fornecimento para os dois países, os principais clientes do Egito na região.

O ataque com bomba aconteceu duas semanas depois da decisão das novas autoridades do Egito de revisar todos os contratos de gás, incluindo os assinados com o Estado hebreu, e abrir investigações sobre os controversos contratos de venda de gás a este país.

O atentado aconteceu no centro de distribuição e exportação de gás para Israel e Jordânia, situado na altura da cidade de Al-Sabil, na região de Al-Arich, no Sinai, segundo a agência Mena.

De acordo com uma fonte dos serviços de segurança, a bomba foi acionada por controle remoto e produziu grandes chamas.

Majdi Taoufic, presidente da empresa Gasco, que administra o gasoduto, afirmou que o incêndio foi controlado.

O ministro israelense da Infraestruturas, Uzi Landau, garantiu que o atentado não provocaria cortes de energia elétrica no país.

"Ainda há uma certa quantidade de gás no gasoduto, e vamos utilizá-lo; e depois a companhia de eletricidade (israelense) deverá encontrar alternativas com nosso próprio gás ou utilizando carvão ou petróleo", afirmou.

No dia 5 de fevereiro, durante a revolta popular contra o então presidente egípcio Hosni Mubarak, um ataque contra o gasoduto já havia provocado a interrupção do abastecimento.

Nenhum grupo reivindicou até o momento o atentado, que aconteceu às 4H30 (23H30 de Brasília, terça-feira) em uma região onde as relações são tensas com os beduínos, que se queixam de violência e discriminação.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Explosão em gasoduto no sul do Egito compromete abastecimento

Maior parte da energia elétrica da Jordânia e 40% do gás natural em Israel dependem deste fornecimento. As causas da explosão ainda são desconhecidas

Veja o video aqui

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Descoberta gigantesca estátua de faraó no Egito

Arqueólogos desenterraram uma das maiores estátuas já encontradas até hoje de um poderoso faraó, em seu templo mortuário na cidade de Luxor, informa a autoridade de antiguidades do Egito.

A estátua de 13 metros, de Amenhotep III, era uma de um par que flanqueava a entrada norte do grande templo funerário na margem oeste do Nilo, e que atualmente é o foco de uma grande escavação.

A estátua consiste de sete grandes blocos de pedra. Falta-lhe a cabeça. De acordo com nota divulgada por autoridades egípcias, ela teria sido descoberta originalmente em 1928, e então voltado a ser enterrada.

O supervisor da escavação, Abdel-Ghaffar Wagdi, disse que duas outras estátuas foram econtradas, uma do deus Thoth com cabeça de babuíno e uma da deusa de cabeça de leão, Sekhmet.

Os arqueólogos que têm trabalhado no templo nos últimos anos emitiram uma enxurrada de anúncios de descobertas. O templo, de 3.400 anos, é um dos maiores na margem oeste do Nilo em Luxor, onde os faraós do período da história egípcia conhecido como Novo Império construíam suas tumbas.

Amenhotep III, avô do faraó-menino Tutancâmon, reuniu no século XIV aC, no apogeu do Novo Império, e comandou territórios indo da Núbia, ao sul, até a Síria, ao norte.

O templo do faraó foi destruído, provavelmente por enchentes, e pouco resta de suas paredes. Ele também foi devastado por um terremoto no ano 27 aC.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Cleópatra by Stacy Schiff

Ao contrário da imagem mostrada ao mundo pela cultura pop, Cleópatra não era bonita como Elizabeth Taylor, que a encarnou no cinema, ou sensual como a personagem de Lyndsey Marshal na série Roma, da HBO. 

A rainha que governou o Egito por 22 anos não era sexy e sexualmente liberta. Cleópatra - Uma Biografia, que chega às livrarias, mostra que a rainha, que tinha nariz adunco, olhos grandes e testa alta, era articulada e sagaz, características que faziam dela "devoradora de homens".

A jornalista americana Stacy Schiff debruçou-se sobre a história do Egito para desconstruir mitos sobre Cleópatra e mostrar que o atrativo da rainha não era beleza, mas inteligência.

A autora, que ganhou um Pulitzer em 1999 pela biografia que fez de Véra, mulher do autor russo Vladimir Nabokov, retrata uma Cleópatra que, fluente em nove línguas, era dona de uma oratória que acabou seduzindo Júlio César e Marco Antonio. 

Schiff, no entanto, não descarta o fato de que a autonomia do Egito, que naquela época estava em declínio, só foi possível por causa das alianças entre a rainha e os imperadores romanos.

O livro de Schiff desmente episódios como o que dá conta do primeiro encontro de Cleópatra com Júlio César - enquanto o mito diz que a rainha teria se enrolado em um tapete e feito uma entrada triunfal, Schiff relata que Cleópatra teria se encontrado com o imperador usando vestes simples e descabelada, por causa da viagem que fizera dentro do saco de um viajante.

Cleópatra - Uma Biografia está há mais de dez semanas na lista dos mais vendidos do jornal The New York Times.
(fonte: Destak)

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Diario de Bordo de Lili

Tudo começou
Dia 19 de dezembro de 2009 embarquei as 20h para aquele que seria o passeio mais marcante de minha vida, era minha primeira viagem internacional. Não imaginava o que me esperava, ao arrumar as malas e organizar-me pensava sempre nas orientações que tinha tido na comunidade "EGITO - DO NILO AO DESERTO" e também naquelas que provinham de pesquisas feitas anteriormente, senti um frio na espinha quando levantamos voo, as lágrimas escorreram dos meus olhos ao ver a maravilhosa São Paulo ficar distante a cada momento: estava tudo tão iluminado, uma festa de luzes...

Vôo Ibéria
Acordei ouvindo aquelas aeromoças nada simpáticas gritando cafê, tê.... Que pesadelo no meio de um sonho tão bom... Desembarcamos na Espanha, onde seria nossa conexão, tínhamos esperança de sairmos do aeroporto pois nosso voo só sairia dalí a 6h, mas que nada... não podíamos... então, conhecemos tooooodo o aeroporto e seus "simpáticos" funcionários, ah gente chata... Fomos comprar uma baguete (acho que passei a odiar baguete por isso, rsrs) e o vendedor, nada simpático, disse algo tão rápido que não entendemos nada, pedimos para repetir e com a maior indelicadeza repetiu mais rápido ainda e tomou contudo a baguete de nossa bandeja abrindo-a e verificando algo dentro (que até hoje não entendi), colocou com tudo de volta na bandeja e cobrou, com mais estupidez ainda, não imaginava que tamanha falta de educação pudesse existir... Comemos, andamos, andamos, comemos, comemos, sentamos, comemos, comemos... começaria minha sina de engordar...rsrsrs Enfim, chegou o horário de nosso voo, com uma hora de atraso... embarcamos animados por sair do aeroporto mais chato que conhecemos...


Chegada ao Cairo
O avião estava prestes a aterrissar e a aeromoça trouxe aqueles cartões para preencher... não falo Inglês e muito menos árabe, o que entender? Ah, perguntamos a um americano... não entendemos nada... preenchemos "daquele jeito"... aterrisamos. O caminho pelo qual passamos era estranho... inóspito... deixei o cartão e pensei: Meu Deus, onde vim parar? Eu e meu marido passamos o controle e encontramos o transfer da agência, um alívio, no entanto ele parecia preocupado e sério, deu-nos instruções e passamos para carimbar o passaporte, o homem carimbou (muito sério) e disse algo que mal pude compreender, percebi que tremia... e fiquei com uma cara de dúvida, então, ao perceber meu nervoso o guarda deu um sorriso e chamou-me pelo nome... respirei, agradeci e saí. O transfer nos esperava 

Aeroporto
A saída pelo aeroporto não foi menos tensa. Eram meia-noite e passamos por um corredor sombrio e sujo, mil pensamentos vinham... pensei: estamos nas mãos deles e muito longe de casa. A passos largos e apressados chegamos ao estacionamento onde encontramos o motorista que tratou logo de arrancar o carro e tomar a pista. Neste momento o tranfer nos pareceu menos tenso, conversou conosco, falava um "portunhol" até que bom, respirei.

Mas, como dirigem... pensei: Não morri ali, mas morrerei agora. O motorista corria e víamos pela janela uma "natureza" sombria, sem cor... Temi e rezei. Por mais que o guia estivesse sendo agradável meu coração pulava e quase me escapava pela boca, segurava firmemente as mãos de meu marido: o que nos esperaria? Por fim chegamos ao hotel. Na entrada, guardas armados e um detector de metal. Aquilo era surreal. Entramos. A harmonia do lugar, a recepção nos deixou mais calmos. Teríamos que levantar as 2h da manhã para pegarmos outro voo. Estávamos com medo mais curiosos para ver o que nos esperava, não dormimos.

Luxor
Saímos do hotel em um ônibus da agência, previamente organizado com brasileiros e outras pessoas que falavam espanhol. Aquilo era um bom sinal. Conhecemos uma família de curitibanos, com a qual trocamos palavras e impressões. Aquilo nos fez mais próximos. A parte do aeroporto onde tomaríamos o voo à Luxor era iluminado, limpo e organizado e fez-nos perceber que todo o medo anterior havia passado, porque, na verdade, era um aeroporto que estava em reformas e havíamos entrado pela parte que ainda não tinha sido melhorada. Tomamos o voo, sem nenhum problema, pelo contrário, as pessoas que nos atendiam eram boas, receptivas e simpáticas. Acho que o Egito entrou pelas minhas narinas naquele momento.

O voo foi rápido. Chegamos a mais um aeroporto organizado e limpo e fomos direto ao barco, no qual faríamos o Cruzeiro pelo Rio Nilo.  O guia havia se apresentado, era Mohamed, um homem robusto e muito prestativo. Ele nos informou que dali a pouco já sairíamos ao próximo passeio.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Gravação de 'Trompete do faraó Tutancâmon' é Resgatada

Um instrumento musical conhecido como o “trompete do faraó Tutancâmon” foi um dos objetos raros roubados do Museu do Cairo durante o recente levante popular contra o governo egípcio, que antecedeu a renúncia do presidente Hosni Mubarak em fevereiro.

O roubo e posterior recuperação do objeto de bronze - a relíquia teria sido deixada, juntamente com outros artefatos roubados do museu, em uma sacola no metrô do Cairo -, levaram a BBC a buscar, em seus arquivos, uma gravação que capturou, em 1939, o som do instrumento.

Quando o arqueólogo britânico Howard Carter encontrou, em 1922, a tumba de Tutancâmon, ele também avistou, à luz de velas, perto da múmia do rei menino, dois trompetes: um de prata e um de bronze.

Por mais de três mil anos, os instrumentos, decorados com imagens de deuses egípcios associados à guerra, haviam permanecido, mudos, no Vale dos Reis.

Maldição de Tutancâmon

A notícia do roubo do trompete de bronze - felizmente, o de prata havia sido emprestado a outro museu - durante o recente levante no Egito, provocou consternação no Egito.

Eles estão entre os mais antigos instrumentos musicais do mundo e são cercados de lendas e mistério.

Algumas pessoas, como o curador de Tutancâmon do Museu do Cairo, acreditam que os trompetes têm "poderes mágicos" e que podem atrair guerras.

Segundo o curador, o instrumento foi tocado antes da primeira Guerra do Golfo e, mais recentemente, uma semana antes do início do levante popular no Cairo.

O histórico programa da BBC, gravado em 1939 e transmitido a cerca de 150 milhões de ouvintes no mundo, também reforça a lenda: a transmissão ocorreu pouco antes do início da Segunda Guerra Mundial.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Mais novo analista da Microsoft tem 11 anos e é egípcio!



Não é de hoje que a Microsoft licencia consultores e analistas oficiais da empresa. Dessa vez, no entanto, a empresa ignorou o fator idade e se focou na inteligência: a gigante de Redmond nomeou um garoto de 11 anos como seu analista. Mahmoud Wael nasceu e mora no Egito e já está cursando a faculdade, mesmo com a pouca idade. Ele cursa informática na universidade do Cairo e já consegue resolver cálculos complexos e tem plena capacidade para criar e gerenciar redes de computadores.

O primeiro sinal da inteligência excepcional de Wael aconteceu quando ele tinha três anos: o garoto resolveu uma multiplicação no dever de matemática da irmã. E um teste de QI realizado com Wael mais velho revelou o que as pessoas já esperavam: ele conseguiu 155 pontos.

Essa também não é a primeira vez que a Microsoft entra na vida do garoto. Ao saber do seu potencial, a empresa enviou um notebook de graça para a família. Na época, Wael tinha apenas seis anos. Agora com 11, ele já pretende estudar fora e voltar para o Egito para "inventar alguma coisa".


Fonte: Techtudo

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Ex-Radicais Egípcios Condenam a Jihad em nome da Democracia

Abboud al-Zomor, ex-oficial da inteligência que forneceu as balas que mataram o presidente Anwar Sadat e é o prisioneiro mais famoso do Egito, fala com entusiasmo sobre acabar com a jihad violenta que ele já liderou.

"No fim, são as urnas que vão decidir quem vai ganhar", disse Zomor em uma entrevista concedida na ampla propriedade de sua família no povoado de Nahja na margem oeste do Cairo. "Não há mais necessidade de usar a violência contra quem nos deu a nossa liberdade e nos permitiu fazer parte da vida política".


Em seus esforços para criar um Estado islâmico perfeito, o seu Grupo Islâmico e outros já foram sinônimo de sangrentos ataques terroristas no Egito. Mas agora eles estão adotando o movimento da democracia, alarmando aqueles que acreditam que os radicais religiosos estão tentando colocar a estrita lei islâmica em prática através das cédulas.

O aspecto mais surpreendente da campanha islâmica foi a energia investida por organizações religiosas que antes condenaram o processo democrático como uma inovação infiel do Ocidente, que buscava minar as leis de Deus.

Al-Zomor, 64, emergiu como porta-voz de alto escalão para essa mudança desde que foi libertado da prisão no dia 12 de março. Ele e outros salafistas, ou fundamentalistas islâmicos, estão entusiasmados em fundar partidos políticos e alianças com a mais centralizada Irmandade Muçulmana para maximizar o voto dos religiosos.

O movimento salafista é inspirado na escola puritana Wahhabi do islã, que domina a Arábia Saudita, cuja grande mufti (capacidade de interpretar as leis islâmicas) apresentou uma fatwa (pronunciamento religioso) condenando as revoltas árabes como uma conspiração do Ocidente para destruir o mundo islâmico. Mas uma série de filosofias existe sob a égide Salafi, que vão desde grupos apolíticos que falam apenas sobre os benefícios de ser um bom muçulmano para a Al-Qaeda de Osama Bin Laden. Ayman Al-Zawahri, o segundo no commando da Al-Qaeda, é um salafista egípcio.

Alguns egípcios estão convencidos de que o governo libertou presos como Al-Zomor como uma espécie de bicho papão – para assustar o país sobre a possível desvantagem da democracia. Al-Zomor disse que a violência salafista foi apenas uma reação à repressão do governo do presidente Hosni Mubarak, mas ele chocou muitos egípcios ao defender punições como a amputação das mãos dos ladrões. "Alguém quer dar a impressão de que a democracia vai trazer o pior para o Egito", disse Hossam Tammam, um especialista em grupos salafistas.

Ele acha que a ameaça é exagerada, mas observou que os salafistas seriam prejudicados na participação política porque não aceitam a ideia de que todos os cidadãos egípcios devem gozar de direitos iguais. O modelo salafista é baseado em califados islâmicos medievais, onde as minorias são protegidas, mas têm de pagar impostos para ter o privilégio, e são proibidas em cargos do governo ou das forças militares, ele disse.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Museu Egípcio reabre, após um dia fechado por confrontos

O Museu Egípcio do Cairo reabriu neste domingo (10) as portas aos turistas. Ele tinha sido fechado no sábado (9), por precaução, após os protestos e enfrentamentos na praça Tahrir, região central da cidade, informou comunicado oficial. O ministro de Estado para as Antiguidades egípcio, Zahi Hawass, declarou que, logo na manhã do domingo, o museu recebeu cinco grupos de turistas.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Animais morrem de fome por causa de protestos no Egito

Devido aos protestos que vêm ocorrendo recentemente no Egito, a indústria do turismo teve uma parada brusca, deixando os tutores de cavalos e camelos sem dinheiro e comida para seus animais, segundo informações do jornal Daily Mail. 


Há mesmo relatos confirmados de que, durante os protestos, as estradas foram fechadas em torno de Cairo ou bloqueadas a tal ponto que tornou-se impossível levar ajuda aos tratadores de animais.

Os tutores de camelos e cavalos se juntaram aos protestos na praça Tahrir para pleitear a volta dos turistas, tentando conscientizar para a sua situação.

Eles alegam que protestaram porque eles precisam ganhar dinheiro para comprar comida para seus animais. 

Eles foram atacados pela multidão – alguns foram puxados de suas montarias e espancados, outros simplesmente desapareceram, juntamente com os seus cavalos.

Duas organizações estão ajudando a fornecer alimentação e cuidados aos animais que precisam. ASociedade Egípcia de Misericórdia de Animais (ESMA) está levando as doações para compra de alimentos e cuidados veterinários para os animais – incluindo cães, gatos e cabras – que foram abandonados no Egito desde o início dos protestos.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

"Dia do Julgamento e da Limpeza"

Milhares de pessoas voltaram nesta sexta-feira (8) a ocupar a Praça Tahrir, na cidade do Cairo, capital do Egito, para exigir que o presidente deposto Hosni Mubarak e seu regime sejam processados e condenados.


A multidão clamava por justiça, cantando "O povo quer julgar o presidente deposto", enquanto mais manifestantes se reuniam na Praça, após as orações de sexta-feira.

Os movimentos denominaram o protesto de "Dia do Julgamento e da Limpeza", feito para pressionar o conselho militar, que rege o país, a realizar as reformas prometidas e julgar na justiça os ex-membros do regime.

Os protestos têm sido realizados de forma regular no Egito desde a queda de Mubarak, em 11 de fevereiro, no entanto a participação nas manifestações deverá aumentar consideravelmente, depois que a Irmandade Muçulmana — o maior e mais organizado grupo de oposição — ter prometido participar do protesto desta sexta-feira.

"Diferentemente de outras ocasiões, essa é a manifestação que se pode chamar de mais representativa dos movimentos políticos do Egito, já que inclui a poderosa Irmandade Muçulmana, que esteve ao largo das recentes manifestações afirmando que daria mais tempo ao conselho militar para que concretizasse as demandas populares", afirmou a emissora de televisão catariana al-Jazira.

Alguns ex-ministros e membros do Partido Nacional Democrático, de Mubarak, estão sendo investigados, como parte de uma grandiosa operação judicial contra a corrupção, mas ativistas da oposição contestam a real profundidade da operação, afirmando que muitas figuras chave do antigo regime ainda precisam ser trazidas à justiça.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Nova promoção para visitar o Egito


ACOMODAÇÃO NO CAIRO- 5 DIAS 4 NOITES COM CAFÉ DA MANHÃ .
HOTEL 4 ESTRELAS NA AVENIDA MAIS FAMOSA DO CAIRO. ( AVENIDA HARAM )
VISITAR AS PIRÂMIDES , A ESFINGE , O MUSEU DO CAIRO  E O MAIOR MERCADO ÁRABE.


DIA 01
CHEGADA AO AEROPORTO INTERNACIONAL DO CAIRO, RECEPÇÃO E TRASLADO AO HOTEL COM ASSISTENTE.
OVER NIGHT HORIZON PYRAMIDS HOTEL

DIA 02
CAFÉ DA MANHÃ
SAÍDA PARA VISITAR AS PIRÂMIDES DE GIZA E ESFINGE , VISITAR  FÁBRICA DE PAPYRUS ,  ALMOÇAR EM RESTURANTE LOCAL, COMIDA TÍPICA DO EGITO.
VISITAR O MAIOR MERCADO DO ORIENTE MÉDIO, KHAN EL KHALILI, COM GUIA FALANDO PORTUGUÊS OU ESPANHOL.
VOLTAR AO HOTEL.
OVER NIGHT HORIZON PYRAMIDS HOTEL

DIA 03
CAFÉ DA MANHÃ
DIA LIVRE
OVER NIGHT HORIZON PYRAMIDS HOTEL

DIA 04
CAFÉ DA MANHÃ
DIA LIVRE
OVER NIGHT HORIZON PYRAMIDS HOTEL

DIA 05
CAFÉ DA MANHÃ
CHECK OUT 12:00 HS
TRASLADO AO AEROPORTO COM ASSISTENTE

(Preços válidos para Maio e Junho/2011

* NO CASO DE 2 PESSOAS , O PRECO POR PESSOA NO QUARTO DUPLO É USD175.-
* NO CASO DE 4 PESSOAS, O PRECO POR PESSOA NO QUARTO DUPLO É USD150.-

·         O VISTO DE ENTRADA DO EGITO NÃO ESTÁ INCLUSO.
·         AS GORJETAS NÃO ESTÃO INCLUSAS.
·         Maiores informações com Mohamed Negm, email: negm@skybirdtravel.net

Preço especial para os grupos !!

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Conselho militar promulga Constituição provisória no Egito

O Conselho Supremo das Forças Armadas no Egito promulgou nesta quarta-feira uma Constituição provisória sob a qual a administração de transição vai governar o país até as eleições presidenciais, que devem acontecer um ou dois meses após as eleições parlamentares previstas para setembro deste ano. 


O decreto confirmou que o conselho militar vai deter os poderes presidenciais até que um novo chefe de Estado seja eleito.

A Constituição, composta de 62 artigos, inclui trechos da antiga constituição, aprovados por um referendo no último dia 19, e abre caminho para uma eleição presidencial competitiva.

O conselho militar governa o Egito desde que o então presidente Hosni Mubarak foi deposto em 11 de fevereiro, e planeja entregar o poder a um governo civil assim que uma eleição presidencial for realizada.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Visitas Recentes

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...