RSS

Médicos do Antigo Egito


O médico no Antigo Egito era chamado de sunu. Sendo divididos em três grupos de terapeutas: sacerdotes de Sekhmet, magos e sunus.


Cada sunu tinha seu próprio consultório. O curioso é que antes mesmo de terminar seus estudos em certa área do corpo humano eles já saíam exercendo suas funções de médicos.

O médico mais antigo do Egito era Hesy-Ra, que viveu no ano 3000 a.C. e só cuidava de dentes. Nesta época surgiram novos médicos e novas especialidades como: nariz, olhos, ânus e abdomen.

Os sunus se impressionavam com a possibilidade de o sangue coagular e as artérias endurecerem. A maior preocupação mesmo era o ânus, pois cada faraó possuía um médico nessa área, pois eles temiam as vermes, que eram muito encontradas em múmias, sendo considerados por eles como legítimos mensageiros da morte, se aparecerem muitas vezes era anúncio de diarréia fatal.

Os sunus acreditavam que o organismo humano era o medicamento mais potente contra qualquer doença, podendo produzir ele mesmo o medicamento quando necessário.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

A História das Duas Cebolas

Um dia resolvi fazer strogonoff e saimos nos tres, meu irmao, meu marido e eu, pra comprarmos os ingredientes.

Na quitanda disse ao meu marido:

"Vamos levar 2 cebolas so por via das duvidas, pois nao notei se sua mae tem cebola em casa."

Compramos as 2 cebolas.
O vendedor fez uma cara meio estranha mas como viu que eu e meu irmao eramos estrangeiros, nao ligou muito e vendeu. Mas na hora nao entendemos o porque da hesitaçao dele.

Chegando em casa, minha sogra viu o saquinho com duas cebolas e começou a rir sem parar. E tirou sarro de meu marido, que sendo egipcio, deveria saber que no Egito nao se compra hortifruti por unidade, e sim por Kilo.

Resultado, Alexandria inteira ficou sabendo da historia das 2 cebolas, pois minha sogra fez questao de contar pra todo mundo...

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

A Cefaléia no Egito Antigo


A enxaqueca acompanha a humanidade em toda a sua história. 

Relatos e achados arqueológicos de civilizações neolíticas, com data aproximada de 7000 anos a.C., já sugeriam a presença de humanos com intensas crises, interpretadas como a presença de maus espíritos dentro do crânio. 

O tratamento aplicado naquela época calcava-se na abertura "in vivo"(com a pessoa viva) de orifícios na cabeça para a "saída" dos maus espíritos.

Um documento datado de 1200 a.C., o papiro Ebers prescrevia tratamentos para dor de cabeça e mencionava a dor com características sugestivas de enxaqueca e neuralgias. 

Neste papiro, que era baseado em escritos médicos de 1550 a.C, os egípcios confirmavam a sua crença de que os deuses também podiam curar as doenças.

O paciente com crises de dor de cabeça era colocado sentado, e um crocodilo de argila com trigo na boca era firmemente amarrado sobre a sua cabeça através de uma faixa de linho branca com os nomes de vários deuses. 

Por incrível que pareça os relatos sugeriam a melhora destes pacientes, provavelmente devido à compressão das artérias dilatadas do couro cabeludo.
(fonte: DordeCabeça)

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Comprando Mantimentos no Egito... by Cris


Eu tambem tive muita dificuldade no inicio para me acostumar a esse esquema das balancas, daquelas de pesinhos, de 250 g, 500 g e 1 kilo...

Nos suk, os mercados de frutas e verduras, ainda funciona assim, so nos grandes mercados e que tem balanca eletronica. 

Nos que estamos acostumados a comprar tudo em pequenas porcoes e em balanca eletronica, e dificil acostumar.

Detalhe - os vendedores do suk, pessoal bem rustico, geralmente vem do interior, ficam MUITO nervosos comigo, que compro tudo de pouquinho. Eles estao acostumados com as grandes familias egipcias, com muitos filhos, que comem MUITO, e compram tudo de MUUUIIITTO...

Eu gosto de comprar tudo de pouquinho, nao gosto de nada fazendo aniversario na geladeira, e somos so eu e meu marido, e ele nao come como egipcio, come como brasileiro, gracas a Deus...rs (quero dizer, nao come muito), entao, vejo cara feia quase sempre que vou ao suk. 

Agora ja me acostumei, quando encontro um vendedor que faz menos cara feia, ja passo a comprar so com ele, para nao me aborrecer...rs

No inicio, quando eu estava morando com minha sogra, ela achava muito estranho aquela maneira de comprar, depois ela entendeu...rs

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Comprando Frios no Egito...



Em minha segunda viagem ao Egito, em dezembro de 2005, meu irmao e eu decidimos fazer lasanha. 
A massa levamos daqui mesmo, do Brasil.

Mas precisavamos comprar os frios.

Bom, chegando no que parecia um açougue meu irmao diz ao meu marido:

- Fala pra ele que quero 300gr de mussarela
E meu marido replica:

- Nao da. Aqui no Egito ou voce compra 250gr, ou 500gr ou 1Kg

Meu irmao:

- Como assim? 
Eu quero 300gr e acabou!

Ele sabe fazer escandalo...

Depois de tentar dissuadi-lo e vendo que a batalha havia sido perdida, Adham pede entao os 300gr de mussarela.

O açougueiro olha meio desconfiado com cara de "como assim?"

Meu marido explica que meu irmao e Brasileiro e nao esta acostumado com o estilo egipcio entao o homem relutantemente vende os 300gr de mussarela pro meu irmao.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Nome de Tutancâmon

Por volta de nove anos de idade, Tutancâmon teve que começar a reinar um país poderoso e que havia acabado de sair de uma "revolução".


O jovem menino era filho do espirituoso Akhenaton, sendo seu nome Tutancaton; depois que entrou no poder os sacerdotes de Amon obrigaram-no a reinstituir o politeísmo e mudar o nome para Tutancâmon. Era casado com sua irmã Ankhesenaton, que também mudou o nome para Ankhesenamon.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Visitas Recentes

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...